Faltando quase um ano para as eleições de 2018, a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue como a principal incógnita para a próxima corrida presidencial. Líder nas pesquisas de intenção de voto até aqui, o petista aguarda o julgamento do caso tríplex no Tribunal Regional Federal da 4ª região. Se sua condenação for confirmada na 2ª instância, ele vira ficha-suja e fica impedido de concorrer ao pleito.

A ausência de Lula no páreo embaralha o cenário eleitoral e, segundo nova pesquisa do DataFolha, abre espaço para a consolidação do deputado Jair Bolsonaro (PSC). Sem o ex-presidente na disputa, Bolsonaro lidera em todos os cenários com uma vantagem de até oito pontos percentuais contra Ciro Gomes, que ficou em segundo.

O ex-presidente Lula (PT) lidera os cenários para a eleição presidencial em 2018, com Jair Bolsonaro (PSC) em segundo lugar e, na ausência do petista, assumindo a liderança na disputa. Os nomes do PSDB nas simulações de voto, Geraldo Alckmin e João Doria, têm desempenho similar. Em situação em que o atual presidente Michel Temer (PMDB) aparece como candidato, ele obtém apenas 1% das intenções de voto.

Sem os nomes de Marina e Lula e a inclusão de Joaquim Barbosa entre os presidenciáveis, Bolsonaro lidera com 21%, e Ciro Gomes (12%), Alckmin (11%) e Joaquim Barbosa (8%) formam um bloco intermediário que briga pelo segundo lugar. Na sequência aparecem Alvaro Dias (6%), Haddad (3%), Manuela (2%), Rabello (1%), Boulos (1%) e Amoêdo (1%). Votariam em branco ou nulo, nessa disputa, 28%, e 4% não responderam.

Em um cenário sem Marina, Lula e Joaquim Barbosa, com Henrique Meirelles entre os postulantes à Presidência, Bolsonaro continua à frente (22%), e Ciro (13%) e Alckmin (12%) empatam. O senador Alvaro Dias fica em patamar próximo (6%), e em seguida aparecem Manuela (3%), Haddad (3%), Meirelles (2%), Castro (2%), Boulos (1%) e Amoêdo (1%). Um em cada três (30%) votariam em branco ou anulariam, e 5% preferiram não optar sobre essa disputa.

Na simulação em que mais nomes foram apresentados aos entrevistados, entre eles Lula, Marina, Alckmin, Barbosa e Michel Temer, o petista lidera com 34%, seguido por Bolsonaro (17%), Marina (9%), Alckmin (6%), Ciro (6%), Barbosa (5%), Alvaro Dias (3%), Manuela d’Ávila (1%), Henrique Meirelles (1%) e Temer (1%) e Castro (1%), enquanto Amoêdo foi citado mas não obteve 1%. Nesta simulação, os votos em brancos ou nulos somaram 12%, e há 2% que não opinaram.

Na intenção de voto espontânea, quando o nome dos possíveis candidatos não é apresentado, Lula é citado por 17% (tinha 18% em setembro deste ano), e Bolsonaro, por 11% (tinha 9%). Com 1% cada aparecem Ciro, Marina, Alckmin, Alvaro Dias e Temer, e os demais não atingiram 1%. A fatia dos que não souberam apontar nenhum nome é de 46%, ante 48% em setembro. Além disso, 19% declaram votar em branco ou nulo, no mesmo patamar o último levantamento (18%).

Redação/Portal Canaã com informações do DataFolha