Esses últimos dias foi marcado por perdas expressivas para as ações da Vale e as empresas do setor siderúrgico, como uma reação dos investidores à queda da cotação do minério de ferro no mercado internacional – China. As ações da mineradora chegaram a perder 4,17% no últimos dias.

Na última semana a Vale iniciou com percas por dois dias consecutivos caindo de R$42,88 para R$ 40,87, e hoje (29), as ações chegam ao patamar de ~42,15 com variações durante o dia, que iniciou com 41,10 no mercado de ações da BM&FBovespa.

Em Janeiro as ações chegam a uma máxima de 43,75, mas, também a uma baixa de 40,44 o valor único das ações, mantendo uma média de 42,42 reais.

Sobre o minério de ferro, a corretora projetou na semana passada níveis elevados até o segundo trimestre, quando pode ter início uma correção. Com isso, a commmodity sairia do nível atual de US$ 80 a tonelada para um patamar de US$ 60. Uma eventual queda das ações da Vale deve ser entendida como um ponto de entrada, argumenta o analista.

Jorge Clésio / Portal Canaã