O estereótipo da crise implantado por alguns governantes do brasil não vem se aplicando a todos os municípios do Pará, que apresentam características incomum na economia local, os principais indicadores econômicos municipais não veem sofrendo bastante oscilações, caso real do município de Canaã dos Carajás, a terra prometida que hoje abriga o maior projeto de mineração do mundo, o S11D, da Vale.

De acordo com informações da Secretaria do Tesouro Nacional e do Impostômetro, software que mostra o quantitativo de impostos no Brasil e por município, os contribuintes canaanenses já pagaram, no cinco primeiros meses de 2017 um total  R$ 83 milhões em impostos municipais. A marca de R$80 milhões foi alcançada no dia 23 deste mês. Só em fevereiro a Prefeitura Municipal arrecadou R$15,4 milhões. Os dados foram consultados pelo Portal Canaã nas fontes oficiais.

Em janeiro deste ano, Canaã dos Carajás bateu recorde ao ultrapassar Marabá na arrecadação de impostos municipais, chegando a marca de R$21,2 milhões.

Novidade:
Agora os leitores podem acompanhar em tempo real a arrecadação do município pelo Portal Canaã.
http://portalcanaa.com.br/site/impostometro/

A arrecadação final do município, nesses meses, incluindo todos os encargos arrecadatórios, ainda não foram totalmente atualizados por parte da Prefeitura Municipal, o qual será divulgado na íntegra pelo Portal Canaã.

Conforme informações, na Terra Prometida, em 2010 foram arrecadados R$ 21 milhões, 2011 foram arrecadados R$ 31 milhões, 2012 foram arrecadados R$ 47 milhões, 2013 foram arrecadados R$ 68 milhões, 2014 iniciou os avanços na arrecadação de impostos com um crescimento alarmante para R$ 109 milhões, já em 2015 o valor chegou a  R$ 177,2 milhões e em 2016, R$170 milhões.

Os impostos municipais tratados aqui é um montantes dos conjuntos de: ICMS, IOF, IPI, ISS,IPVA, IR, ITCMD, ITR, IPTU, ITBI etc. e não correspondem a receita total do município, incluindo todos os encargos arrecadatórios.

Os valores foram obtidos por meio de dados da Secretaria do Tesouro Nacional e do Impostômetro, dos municípios que divulgam seus números em atenção à Lei de Responsabilidade Fiscal e dos Tribunais.

Lei

A Lei do Imposto na Nota (Lei nº 12.741/12, de 8 de dezembro de 2012) nasceu com o intuito de informar ao cidadão o quanto representa a parcela dos tributos que paga a cada compra realizada. É importante lembrar que esse direito é assegurado pelo artigo 150, § 5º, da Constituição.

Portal Canaã