O Parque Natural Municipal Veredas de Carajás, instituído no município no ano de 2011, completa sete anos de existência no próximo sábado (13). A reserva, que tem 842 hectares, foi criada como compensação ambiental pela implantação do projeto de mineração do Sossego e abriga em seu interior a Barragem do Verde, principal manancial de abastecimento de água do município, além de grande diversidade de vegetação típica da região amazônica e rica fauna, com animais como primatas e felinos já registrados.

Nos últimos anos, a conservação do espaço ganhou fôlego, com a elaboração, em 2015, do Plano de Manejo do Parque. Também já foi elaborado um plano de combate a incêndios e ações de recuperação das áreas degradadas. O resultado, segundo o gestor do Parque, Jardel Mesquita, é que em 2017 foi possível evitar grandes queimadas no local, que eram comuns nos períodos de seca.

Segundo ele, o objetivo, a partir de agora, é realizar um planejamento para abertura do local à visitação. “Temos um grande potencial para ciclismo e aventura, com trilhas de quase 10 km e bastante variação de terreno”, destaca.

A unidade de conservação também já foi cadastrada no Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Esse cadastro permite que ela receba recursos da compensação ambiental de projetos de significativo impacto ambiental em instalação ou operação na região. No cronograma de atividades previstas no Plano de Manejo estão a recuperação florestal, estruturação, proteção e defesa do Parque e conscientização. O plano propõe, por exemplo, a construção de uma nova portaria para a área de preservação, de uma rede anti-incêndio, viveiros, além de uma estrutura para visitação assistida e ações de educação ambiental.

Com informações da Ascom/Pmcc