Quem mora em Canaã dos Carajás já se acostumou a desviar dos buracos, seja quando dirige, pedala ou caminha. Entre os Canaãnense há a sensação de que o asfalto usado na cidade é de baixa qualidade, o que explicaria porque um novo buraco surge pouco tempo depois de um local ser asfaltado.

Para quem está acostumado em andar por Canaã dos Carajás, é fácil perceber que o tempo de sobrevivência do  “Asfalta Canaã” vem se esgotando muito antes. Para tentar explicar a “colcha de retalhos” da malha viária da cidade, o Portal Canaã, conversou com a população e ouviu a assessoria de comunicação.

Já pensou como seria transitar em ruas lisinhas, sem buracos ou 300 lombadas, e nunca correr o risco de perder o controle do carro? Infelizmente, o sonho dos motoristas Canaãnense ainda está bem longe de virar realidade. Em 2014 o prefeito peemedebista, Jeová Andrade comprou a usina de asfalto, o investimento com recursos próprios do município para a aquisição foi de R$ 2.222.00,00 e lançou o  “Asfalta Canaã”.

Buracos e lombadas, principal reclamação de quem circula na terra prometida. “Não sei o que é pior, cair no buraco ou ter de ficar passando nessas lombadas sem sinalização”, disse o motorista Pablo Costa. A Rua Amazonas é uma das que necessitam da operação tapa buraco, a assessoria de comunicação informou que já esta ciente da situação e vai dar prioridade.

Rua da cidade de Canaã dos Carajás que investiu R$ 2.222.00,00 na usina de asfalto. Foto: Portal Canaã

Você no Portal Canaã

Qualquer problema no seu bairro no dia a dia mande para nós o seu relato. Para participar usando o celular baixe o aplicativo Portal Canaã, envie sua foto ou vídeo pelo aplicativo WhatsApp (94) 99263-6135, contato@portalcanaa.com.br ou pela página oficial no Facebook.  É rápido e fácil. Sua colaboração pode ir para no site mais acessado de Canaã, e nos aplicativo de notícias.

Da Redação.