Quando o tema é exportação, a terra prometida como é conhecida à rica cidade de Canaã dos Carajás fica na frente de grandes metrópoles; a pauta é dominada por commodities e a China é o principal parceiro da cidade que tem como trunfo o minério de ferro.

O município de Canaã dos Carajás conseguiu um  crescimento dinamizador  no primeiro semestre deste ano nas exportações no Brasil, o que o colocou no 39º  lugar no ranking da Balança Comercial Brasileira por Municípios.  Em 2016, a terra prometida ocupava o 96º  lugar no ranking dos exportadores no Brasil, o ritmo de crescimento já deixa claro que a virada esta prestes a ocorrer na cidade que abriga o  maior projeto de minério de ferro da história da empresa Vale o Complexo S11D Eliezer Batista.

No levantamento desenvolvido pela reportagem do Portal Canaã, com base nos dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), de janeiro a junho foram exportados por Canaã US$ 575,53 milhões em 2017, volume superior aos US$ 197,75 milhões do ano passado. Somente em minério de ferro  foram US$ 316,83 milhões e em cobre US$ 258,7 milhões. A China foi a principal cliente de Canaã dos Carajás sendo responsável por 37% da produção com um total de  US$ 210,62 milhões.

Em 39º no ranking nacional, Canaã dos Carajás, de acordo com a Comex, ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), saltou de US$ US$ 197,75 milhões para  US$ 575,53 milhões, ou seja, registrou uma variação  de 191,0%.

Reportagem/Portal Canaã