O avanço do ramp-up do projeto S11D da Vale, em Canaã dos Carajás, aumenta a preocupação com o excesso de oferta no segmento de minérios de ferro com teores intermediários. A Vale planeja aumentar a produção de misturas (blends, em inglês) com médio teor de ferro em 40 milhões de toneladas neste ano e a ampliação das instalações de blendagem na China deixou o mercado preocupado com o aumento da oferta.

Esse novo evento aumenta o temor que já existia de que o avanço da produção de S11D vai afetar o mercado de minérios com alto teor, igual ou acima de 65% Fe.

Luiz Meriz, diretor de Navegação e Minério de Ferro da Vale, disse que a mineradora espera que seus volumes de blendagem no exterior dobrem de 40 milhões de toneladas em 2016 para 80 milhões de toneladas em 2017. Ele palestrou no evento Singapore Iron Ore Forum no fim de abril.

Esses volumes se referem basicamente à produção do minério tipo Brazilian Blend Fines (BRBF), misturado em centros de distribuição na Malásia e em alguns portos chineses, disseram fontes do mercado à publicação Metal Bulletin. Se esse dado estiver correto, a participação do BRBF in na produção da Vale vai crescer de 11,5%, no ano passado, para algo perto de 22,1% neste ano, segundo cálculos da mesma publicação, com base na produção total de 2016, que foi de 348,85 milhões de toneladas (Mt), e estimativas para este ano, que oscilam entre 360 Mt e 380 Mt.

De acordo com analistas, a principal pressão para a redução de preços do minério de ferro, que perdeu 52% em menos de dois meses, quando atingiu US$ 92,60 a tonelada em 16 de março, vem do aumento da oferta.

Alguns minérios australianos estão sendo vendidos com desconto, frente a índices, devido aos elevados volumes em estoque. Minérios do tipo Área C e Jimblebar, da BHP Billiton, estão sendo oferecidos com descontos de US$ 2 a US$ 3,50, segundo traders que ficam em Pequim.

Dados de hoje da consultoria chinesa Umetal, mostram que os 42 maiores portos da China armazenam cerca de 136,78 milhões de toneladas. A informação, divulgada hoje (9), mostra que houve um aumento de 63.700 toneladas desde a última sexta-feira (5). O elevado estoque nos portos, junto com a ampla oferta no mercado transoceânico, suplantou a estabilidade na produção siderúrgica na China, o que empurra para baixo o preço do minério.