Os assaltos durante a espera pelo ônibus são  crimes cada vez mais comuns em Canaã dos Carajás, município que abriga o maior projeto de mineração do mundo o Complexo S11D Eliezer Batista. Segundo moradores, os arrastões nos trajetos e nos pontos de ônibus se tornaram frequentes. O objeto mais procurado é o celular. Na maioria dos casos, os assaltos acontecem pela manhã geralmente nas primeiras horas, quando as vítimas estão a caminho do trabalho.

Por meio das redes sociais, várias pessoas relatam os crimes recorrentes na “Terra Prometida”. Os casos mais recentes foram registrados na manhã desta sexta-feira (27), quando empregados foram alvos de assaltos nos bairros Jardim das Palmeiras e Novo Horizonte.

“Eles chegam com arma, aí você tem de entregar mesmo, que não vai por a vida em risco”, conta uma moradora de Canaã.

Dentre as situações relatadas por moradores, chama a atenção o medo de assaltos nas paradas de ônibus. No município, a reclamação é recorrente. Não faltam descrições de roubos que acontecem de manhã cedo ou encobertos pela noite, quando os assaltantes parecem preferir agir.