A prefeitura de Canaã dos Carajás apresentou, em audiência pública nesta sexta-feira (10), o Programa de Habitação Moradia Digna, que vai beneficiar, a princípio, 23 famílias do município em situação de vulnerabilidade social, com moradias populares. A previsão é que a entrega seja feita ainda no fim desse mês.

O Programa – primeiro municipal com foco em habitação da história de Canaã dos Carajás – foi criado pela Lei 691/2015, e visa atuação para diminuição do déficit habitacional, ou melhoria das condições de moradia, em três frentes: construção de unidades habitacionais, reforma e melhoria e adaptação (para o caso de beneficiários portadores de deficiência ou mobilidade reduzida).

A linha do programa apresentada nesta sexta-feira é a de construção, denominada “Habitar Bem”. As 23 casas que serão entregues já estão concluídas. Foram investidos cerca de R$ 1,172 milhão, recurso oriundo do orçamento municipal.

partir de agora, será feita a seleção das famílias beneficiadas, que devem estar com cadastro atualizado na Secretaria Municipal de Habitação. Os demais critérios de prioridade estão definidos pelo Decreto 841/2016. O interessado deve residir em Canaã dos Carajás há pelo menos dois anos, não ter sido beneficiado por outro programa habitacional e possuir renda familiar inferior a três salários mínimos

A secretária municipal de Habitação, Érika Sobral, considera que esta quinta-feira “ficará marcada na história de Canaã”. “Estamos trabalhando desde 2013 para que esse sonho, esse projeto se concretizasse”, disse, lembrando que a implantação do programa já estava prevista no Plano Plurianual (PPA).

Para o vereador João Batista Gustavo, a iniciativa mostra que as demandas do municípios “estão sendo discutidas e planejadas”. “Sei que a proposta da administração é ampliar esse atendimento”, afirmou.

O secretário de Governo, Edilson Valadares, representou o prefeito Jeová Andrade na solenidade. Ele lembrou que a entrega de 23 moradias “pode parecer pouco”, mas beneficia, diretamente, cerca de 90 pessoas. Além disso, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, outras 933 casas já foram entregues. “Sair do aluguel ajuda a aliviar o orçamento das famílias e dá condições para que possam viver melhor e investir”, reforçou. (PMCC)