Após a operação de busca e apreensão no ultimo dia 24 na Câmara Municipal de Tucumã, o clima por lá está fervente, e já se fala na possibilidade de afastamento do presidente da casa, vereador José Valnei Pinto de Oliveira, vulgo Tiririca.

Conforme a denuncia feita por vereadores, o presidência da Casa estaria realizando contratações ilegais, infringindo a Lei de Licitações, adquirindo bens sem a devida utilização do produto adquirido, e aquisição excessiva de combustíveis no período eleitoral.

Documentos e computadores foram apreendidos na operação que contou com a participação de policiais civis das cidades de Tucumã e Ourilândia do Norte e apoio da Superintendência Regional de Polícia Civil do Alto Xingu.
Após esse fato, o clima entre os edis é de grande preocupação quanto a reputação negativa daquele parlamento, gerada pelas denuncias que envolvem, principalmente o presidente da casa.

A reportagem ficou sabendo agora pouco, que às 17h desta segunda-feira, será realizada uma sessão, onde um dos pedidos a serem avaliados será o afastamento de Tirirca da presidência.

A mesma fonte nos informou que, em caso de afastamento de Tirica, seu vice, Anivaldo Savanas, será empossado na presidência daquela colenda casa de leis. Com informações de Moraes Filho.