Mulher que morreu em 2017 assina documento em 2018 em Jacundá

 

O Departamento Municipal de Trânsito de Jacundá (DMTU) vive a maior crise desde sua implantação, há mais de 10 anos. Dois procedimentos estão em andamento no Ministério Público Estadual, uma sindicância foi aberta pela gestão do órgão e uma investigação paralela conduzida pelo vereador Daniel Siqueira Neves já revelou um antro de corrupção dentro do DMTU.

No início de agosto deste ano, o Ministério Público de Jacundá instaurou uma investigação para apurar atos de improbidade administrativa no órgão baseado em denúncias relativa à liberação de veículos irregulares. E, nesta semana, foi instaurado procedimento para investigar a falta de estrutura, tais como a falta de combustível para os veículos, dentre outras irregularidades. Esse procedimento teve como base denúncias de sete agentes contra Haussen Nascimento, diretor do DMTU, prefeito Ismael Barbosa e o vereador Daniel dos Estudantes.

Paralelamente, as denúncias sobre a operacionalidade do departamento de trânsito são investigadas desde o ano passado pelo vereador Daniel dos Estudantes. Segundo ele, diversos ofícios foram encaminhados à gestão do DMTU solicitando esclarecimentos sobre supostas irregularidades cometidos por agentes de trânsito. “Temos recebidos diversos relatos de moradores questionando a prática abusiva por parte dos agentes. E o que sempre pedimos na Tribuna da Câmara Municipal foi mais transparência nas fiscalizações”.

O parlamentar deduz que sua insistência em moralizar o DMTU pode ter levado os agentes a denunciarem sua atuação ao Ministério Público. “Não tem outra explicação”. Após a instauração do MP, Daniel revelou um rosário de irregulares cometido nas instâncias do órgão municipal. Falsificação e adulteração de documentos e uso de carimbos oficiais. “Tudo isso para fabricar documentos falsos e liberar motos irregulares em troca de favorecimento, inclusive, encontramos documentos assinados posteriormente a morte de um cidadão”.

Com informações do Blog do Zedudu

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *